Série: "pornfood", 2015

As imagens abaixo são referentes a série "porn foods", são imagens de sacos de papel com logo erotizada de redes conhecidas de fast-foods contendo um QRCODE que dará acesso a um printscreen de homens casados exibindo seu orgão sexual (este é trocado por uma fruta ou legume) na webcam em chats online. A pesquisa é fruto de experimentação em ambientes virtuais, iniciados na disciplina Imagens Contemporâneas do Mestrado em Artes Cênicas. Parte-se do princípio das relações líquidas (Bauman), no qual entrei em um chat com o nick "S1M0N3"(Simulação 1 - referência ao filme com mesmo título) com a seguinte pergunta "Posso te ver na cam?", com o objetivo seguinte objetivo: captar imagens intimas de desconhecidos no tempo máximo de 5 minutos para cada pessoa (tempo que tive para apresentar o trabalho). O uso de QRCODE convida o público para participar da obra e saber o que existe dentro dos sacos, assim, deixando de lado a contemplação passiva para a interatividade pelo público. Concomitantemente, pressupõe uma reflexão no espectador, visto que seja uma obra aberta que aborda múltiplas questões como a valorização do corpo, superexposição de pessoas comuns em ambientes virtuais, uso da tecnologia e a sociedade do espetáculo e consumo.





0 Comments: