CLOSER

Este projeto dá continuidade a um trabalho desenvolvido anteriormente “UNICOS”, onde a pesquisa (virtual) e a técnica (monotipia) foram articuladas de forma a representação de pessoas em close em momentos e com expressões diversas. Trata-se de visões intimistas, de reflexões da vida cotidiana. São momentos individuais que, expostos, se transformam em experiência coletiva.
A pesquisa da série Closer iniciou a três meses, utilizando processos que mesclam scanner- art, manipulação digital e registro performático. Em contraponto ao trabalho anterior, Closer é uma representação social através da auto-representação. O maior desafio, neste trabalho, é transpor significações em um pequeno espaço. Tenho claro que não se trata de algo novo, visto que outros artistas já abordaram o tema e a técnica que utilizo. Quero fazer minha poética a partir de minhas próprias intervenções, sendo esta nova proposta de interação com os “restos” de produtos subjetivamente artísticos, extraídos do ambiente social.
O resultado final, impresso em lona, apresenta-se preso a um quadrado de canos pintados de preto, que formam uma moldura.
Os motivos do trabalho ser impresso em lona é por ser tratar de um material resistente, porém maleável, versátil e flexível. E o cano por sua fluídez e comunicação, em praticamente todos os lares o cano faz seu papel de levar água, elemento fundamental a vida.
Apesar de contrariar ao dinamismo típico da contemporaneidade, as obras necessitam de um olhar atento e sem pressa.

0 Comments: